Quinta-feira, 3 de Novembro de 2005

impoluto

Estava eu a deliciar-me com a sobremesa do almoço - aletria - repimpado no sofá e a ver o jornal da tarde na RTP1, quando vejo um dos políticos da nossa praça a dizer:
Eu sou impoluto e incorruptível repito.... Estava a aletria a saber tão bem...
Aquilo que eu entendi é que a finalidade desse político era comunicar á população em geral, acho eu, de que não tem nada a ver com o assunto. Tudo bem, mas a pergunta que eu faço é a seguinte: será que a maioria da população sabe o que quer dizer a palavra - impoluto? Posso estar enganado e espero bem que sim, mas não acredito. Eu tive de interromper as glândulas gustativas que se deleitavam na aletria para pegar no dicionário e ficar a saber que impoluto é uma pessoa que não é poluída, que não tem mancha, puro, imaculado.
Apesar de ter interrompido a minha aletria que estava uma delícia, gostei, na verdade gostei de ver um politico dizer que era impoluto e incorruptível, principalmente quando a nossa (povo) credibilidade nos políticos anda tão em baixo e muito pouco impoluta.
publicado por valeriano às 13:58
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28


.posts recentes

. Eu gostava de falar...

. cousasemcouro

. impoluto

. pequeno-almoço

. ...

. vou viver...

. SERÁ ESTA A ESCADA PARA A...

. ...

. ...

. "MAIS NADA"

.arquivos

. Fevereiro 2006

. Novembro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Junho 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds